MODA, BELEZA E ATITUTE NO QUERÊNCIA FASHION NIGHT

Os “Deuses da Chuva” seduzidos pelo encanto e a beleza de meninas e meninos do 1º QUERÊNCIA FASHION SHOW NIGHT esperaram o desfile terminar para marcarem presença no evento. Logo após o desfile de mais de 150 integrantes que alegraram o público na Praça da Prefeitura a chuva veio mas o brilho do desfile já tinha cintilado por Querência.

Com estilo e graça incomum, meninas e meninos desfilaram a moda dos lojistas da cidade. Parabéns ao lojistas pela presença que só valorizou o evento e aos organizadores que souberam proporcionar mais uma alegre noite com a participação da sociedade local.

São muitas imagens captadas e o QUERÊNCIA HOJE mostra alguns dos momentos do eventos nas fotos exclusivas de HOMERO SERGIO.

Deborah abrindo o desfile com roupas da ROSA CHIKY

Thais

Ellen

MAIS FOTOS NO CANAL QUERÊNCIA FASHION NIGTH

Anúncios

ACONTECEU:FEIRA DAS ARTES

Na sábado a Escola Alegria do Saber recebeu uma avalanche de alunos e pais para a realização da FEIRA MUNICIPAL DAS ARTES promovida pela SEMEC de Querência. A Secretária Janet Thomas percorreu todas as salas de atividades e ficou muito satisfeita com o que viu. Ela esteve na Feira na abertura e mais tarde acompanhada pela reportagem do QUERÊNCIA HOJE que como sempre destaca as atividades e eventos mais significativos da comunidade de Querência.

Dê um passeio pela Feira nas fotos de Homero Sergio:

Secretária Janet Thomas visitando mini-fazendas criadas por alunos para mostra da Feira.

ROTARY DOA RAÇÃO PARA ESCOLA AGRÍCOLA.

Representantes do Rotary de Querência estiveram em visita à Escola Agrícola de Querência na manhã de sexta onde fizeram a entrega de 3 sacas de ração para uso na alimentação de aves e suínos. Acompanhados do Presidente Altair Nunes e de Erivaldo representando a EMFAQUE o material foi recolhido pelos estudantes e encaminhados para o local apropriado para a mistura.

Alunos e integrntes do Rotary durante a entrega de 3 sacos de ração para a Escola.

Rotarianos visitando a criação de galinhas da Escola Agrícola de Querência.

CRESCE QUERÊNCIA (2)

NOVA SEDE DA VITAFERTIL EM QUERÊNCIA INAUGURA NESTE SÁBADO.

Esta agendado para amanhã as 19 h a inauguração da nova sede da Vitafertil no município de Querência MT. Com uma cerimônia para clientes, autoridades e amigos além de uma celebração no CTG será dada a largada de mais uma importante atividade econômica na região focada no produtor rural e no crescimento da cidade. A  Vitafértil é uma Revenda de sementes e fertilizantes que representa a Serrana fertilizantes, Pioneer Sementes e a Salto Verde.  Segundo o proprietário Orlando Sebald,  a revenda foi ampliada para atender melhor as necessidades dos clientes e está em sintonia com o novo momento de ampliação que o município de Querência vivencia com vitalidade.

CRESCE QUERÊNCIA (1)

 

Na sua trajetória de crescimento é com alegria que registramos a inauguração de mais um empreendimento no município de Querência. Trata-se da Portela Veículos que abriu suas portas na manhã de ontem com fogos e um café da manhã celebrando assim mais uma ação concreta no caminho do fortalecimento econômico de Querência.

A loja de automóveis inicia suas atividades no comércio de carros novos e usados, com financiamento bancário e demais facilidades para a aquisição de seu próximo veículo. Para mais informações, faça uma visita a nova loja que fica ao lado da Prefeitura de Querência. Fale com Jorge Mossini ou Jones Mendes.

II ENCONTRO DE NASCENTES DO XINGU.

Evento reúne iniciativas para a conservação da Bacia do Xingu

Por Sara Nanni, do ISA

Produtores da região do Xingu no Mato Grosso poderão expor suas iniciativas para a conservação e recuperação dos recursos naturais no II Encontro Nascentes do Xingu e I Feira de Iniciativas Socioambientais, de 16 a 18 de outubro, no Parque de Exposições Cidade Jardim, em Canarana, a 800 quilômetros de Cuiabá. Trata-se de dar visibilidade aos projetos de adequação socioambiental, restauração florestal, educação ambiental e formação de atores locais, empreendidos pela Campanha Y Ikatu Xingu entre 2005 e 2008. Também pretende-se debater os rumos e desafios que a campanha terá à sua frente.

 

Mesas redondas, palestras, mini-cursos, oficinas e estandes levarão ao público amostras do que a campanha tem realizado na região, além de proporcionar a discussão sobre temas relevantes para a população que vive na Bacia do Xingu como mercado de carbono, questão energética e de infra-estrutura, diferentes usos econômicos do Cerrado e da Floresta. Também se pretende desenhar novas estratégias voltadas ao desenvolvimento territorial sustentável, e iniciar as discussões para a criação do Comitê da Bacia Hidrográfica do Xingu. Os interessados em participar dos mini-cursos e das oficinas poderão fazer suas inscrições durante os eventos.

 

Os eventos serão realizados pelo ISA e a Prefeitura de Canarana, em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Lucas do Rio Verde, Instituto Centro de Vida (ICV), Fórum Matogrossense de Meio Ambiente e Desenvolvimento (Formad) e Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), com apoio da Fundação Rainforest da Noruega, União Européia, Usaid/The Nature Conservancy e Fundação Doen.

 

Feira de Iniciativas Socioambientais – A I Feira de Iniciativas Socioambientais acontecerá paralelamente ao II Encontro Nascentes do Xingu, e contará com 37 estandes que apresentarão projetos socioambientais desenvolvidos em toda a Bacia do Xingu por povos indígenas, agricultores familiares, escolas e produtores rurais. Cerca de 130 expositores disponibilizarão ao público informações sobre as ações que vêm desenvolvendo como agricultura orgânica, agrofloresta, produtos artesanais e sem agrotóxico, educação ambiental, reflorestamento de Áreas de Preservação Permanente (APPs) e matas ciliares.

 

As iniciativas indígenas serão apresentadas pelas etnias Kaiapó, Ikpeng, Xavante, Panará, Kisêdjê, Yudjá e Kaiabi. Enriquecimento de quintais e pomares, coleta, beneficiamento e venda de sementes de espécies de árvores nativas, apicultura, artesanato e resgate da alimentação tradicional são alguns exemplos do que será exibido nos estandes.

 

Atividades culturais – Constam na programação do encontro algumas atividades culturais voltadas aos públicos adulto e infantil. Um exemplo é a “Sala Interativa Portal do Xingu”, um espaço para a sensibilização das crianças presentes sobre temáticas socioambientais, que será disponibilizado no galpão central da feira. Nessa sala, as crianças farão, de forma lúdica, um passeio pelo Rio Xingu, que ressaltará a necessidade de conservação e restauração ambiental da região.

 

Haverá ainda apresentações indígenas e a Mostra de Cinema Ambiental, que acontecerá todos os dias e levará aos visitantes filmes que abordam questões ambientais.

 

Sobre a Campanha Y Ikatu Xingu – O I Encontro Nascentes do Xingu aconteceu em outubro de 2004, também em Canarana, e representou o início de um grande esforço coletivo – de pecuaristas, indígenas, agricultores familiares, organizações não-governamentais, governamentais e de pesquisa e poder público – para reverter o quadro de degradação das nascentes do Rio Xingu. A proposta foi chamar a atenção da população e propor ações para recuperar e conservar as matas ciliares dos rios e das nascentes que compõem a Bacia do Xingu.

 

Naquele momento nasceu a Campanha Y Ikatu Xingu (que significa “água boa, água limpa do Xingu”, na língua dos Kamaiurá, um dos povos que habita o Parque Indígena do Xingu) para proteger e recuperar as nascentes e as matas de beira de rio do Xingu. Os atores locais assumiram um compromisso para o desenvolvimento de ações estratégicas, das quais surgiram mais de 50 projetos e iniciativas para a formação de lideranças socioambientais; planejamento e ordenamento territoriais; sistemas agroflorestais e geração de renda; pesquisas; gestão e educação ambiental; fortalecimento de organizações locais. Mais de 70 entidades, de diferentes setores da sociedade, envolveram-se com esses projetos, e agora, quatro anos depois, elas poderão mostrar os resultados de suas ações e discutir planos futuros para conciliar produção e conservação. Confira a programação:

 

16/10/08 – Quinta-feira

 

7h30 – Café da Manhã

 

8h30 – Contextualização da Campanha Y Ikatu Xingu: avanços e desafios

 

10h00 – Mini-cursos: Sementes, Viveiros e Produção de Mudas (Ivan Loch, Secretaria de Sgricultura de Canarana e José Nicola da Costa, do ISA); Culinária do Cerrado(José Orlando M. Madalena, Embrapa CPAC); Mercado de carbono e cenários futuros (Paulo Moutinho e Claudia Stickler, do IPAM); Sistemas de integração lavoura-pecuária e produção sustentável de soja (Embrapa)

 

Oficinas: Agrofloresta (Osvaldo Sousa, ISA); Cerrado: ecologia e restauração (Giselda Durigan, Instituto Florestal)

 

12h00 – Almoço

 

14h às 20h
Feira de iniciativas socioambientais
Mostra de cinema ambiental

 

14h às 16h
Mini-cursos: Sistemas de integração lavoura-pecuária e produção sustentável de soja (Embrapa); Capacitação para o Monitoramento da Quantidade e Qualidade da Água (Agência Nacional de Águas)

 

18h – Mesa-redonda: Adequação Socioambiental de Propriedades Rurais: Limites e Desafios (Gina Timótheo, TNA; Marcos Reis, Aliança da Terra; Alex Marega, Sema-MT e Ricardo Mastrangelli, Rhazão Florestal)

 

20h – Apresentação Cultural

 

17/10/08 – Sexta-feira

 

8h30 – Mesa-redonda: A Questão Energética e de Infra-estrutura no Xingu (Lilian F. Santos, Superintendente de Infra-Estrutura, Mineração, Indústria e Serviços, Sema – MT; Iara Vasco, FUNAI e Pablo Kamaiurá, representação indígena)

 

10h00 – Mini-cursos: Sementes, Viveiros e Produção de Mudas (Ivan Loch, Secretaria de Sgricultura de Canarana e José Nicola da Costa, do ISA); Culinária do Cerrado (José Orlando M. Madalena, Embrapa CPAC); Mercado de carbono e cenários futuros (Paulo Moutinho e Claudia Stickler, do IPAM); Sistemas de integração lavoura-pecuária e produção sustentável de soja (Embrapa)

 

Oficinas: Agrofloresta (Osvaldo Sousa, ISA); Potencial e alternativas econômicas do Cerrado (Clóvis José de Almeida, empresa Frutas do Cerrado)

 

12h00 – Almoço

 

14h às 20h
Feira de iniciativas socioambientais
Mostra de cinema ambiental

 

14h às 16h
Mini-cursos: Sistemas de integração lavoura-pecuária e produção sustentável de soja (Embrapa); Capacitação para o Monitoramento da Quantidade e Qualidade da Água Agência Nacional de Águas)

 

18h – Mesa-redonda: Os Diferentes Usos Econômicos do Cerrado e da Floresta (Luciano Mattos, Embrapa Meio Ambiente; Leonel Pereira, Departamento de Florestas/MMA; Alexandre Correa, Sítio Recanto Água Limpa)

 

20h – Apresentação Cultural

 

18/10/08 – Sábado

 

8h30 – Mesa-redonda: O Carbono Socioambiental do Xingu (Márcio Santilli, ISA; Osvaldo Stella, IPAM; Laurent Micol, ICV e Ana Luísa Mancini da Riva, IFC)

 

10h00 – Mini-cursos: Sementes, Viveiros e Produção de Mudas (Ivan Loch, Secretaria de Sgricultura de Canarana e José Nicola da Costa, do ISA); Culinária do Cerrado (José Orlando M. Madalena, Embrapa CPAC); Mercado de carbono e cenários futuros (Paulo Moutinho e Claudia Stickler, do IPAM); Sistemas de integração lavoura-pecuária e produção sustentável de soja (Embrapa)

 

Oficinas: Agrofloresta (Osvaldo Sousa, ISA); Restauração de Mata Ciliar (Giselda Durigan, Instituto Florestal)

 

12h00 – Almoço

 

14h às 20h
Feira de iniciativas socioambientais
Mostra de cinema ambiental

 

14h às 16h
Mini-cursos: Capacitação para o Monitoramento da Quantidade e Qualidade da Água (Agência Nacional de Águas)

 

16h – Acompanhamentos e Encerramento

 

20h – Apresentação Cultural