Sem-categoria

DATAFOLHA: SEM CIRO GOMES, SERRA ABRE 10 PONTOS SOBRE DILMA.

RIO – O governador de São Paulo, José Serra, pré-candidato do PSDB à sucessão presidencial, abriu nove pontos de vantagem sobre a ministra Dilma Rousseff (PT), sua adversária na disputa. É o que mostra pesquisa Datafolha divulgada neste sábado pelo jornal “Folha de S.Paulo”.

De acordo com o levantamento, o tucano subiu quatro pontos em relação à sondagem anterior (32%), realizada em fevereiro, e aparece com 36% da preferência do eleitorado em março. Já Dilma, que tinha 28%, caiu um ponto percentual e registra agora 27%. É a primeira vez que a petista não apresenta crescimento na sua curva de intenção de votos.

No mesmo cenário, o deputado Ciro Gomes (PSB) apresenta 11% da preferência do eleitorado, contra 12% em fevereiro. A senadora Marina Silva (PV) manteve, por sua vez, os 8% da sondagem anterior. Indecisos, brancos e nulos somam 7%, enquanto 11% não souberam responder.

Com Ciro fora do páreo, a diferença entre Serra (40%) e Dilma (30%) sobe para 10 pontos, variação que está dentro da margem de erro – de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Já Marina alcança 10% das intenções de votos.

Nas simulações de segundo turno, a pesquisa também mostra a recuperação de Serra, que venceria hoje com 48% , contra 39% de Dilma. Em fevereiro, esses percentuais eram de 45% e 41%, respectivamente.

Já no quesito rejeição, os quatro principais adversários aparecem empatados no limite da margem de erro. Mas, numericamente, quem tem o pior índice é Ciro (26%), seguido por Serra (25%), Dilma (23%) e Marina (22%).

A pesquisa Datafolha foi realizada nos dias 25 e 26 de março.

Sem-categoria

CONDENADOS: 31 E 26 ANOS AMBOS EM REGIME FECHADO.

UOL -Atualizada às 03h04

O Tribunal do Júri do Fórum de Santana, na zona norte de São Paulo, condenou no início da madrugada deste sábado (27) Alexandre Nardoni, 31, e Anna Carolina Jatobá, 26, pelo assassinato de Isabella Nardoni, morta aos 5 anos de idade, ao ser atirada pela janela do 6º andar do apartamento onde vivia o pai e a madrasta. No total, Nardoni foi condenado a 31 anos, 1 mês e dez dias de prisão e Jatobá a 26 anos e oito meses, ambos em regime fechado. A defesa anunciou que vai recorrer da decisão.

Os jurados – quatro mulheres e três homens – entenderam que os réus cometeram homicídio triplamente qualificado, por usarem meio cruel (asfixia), dificultarem a defesa da vítima, que foi arremessada pela janela inconsciente, e terem cometido um crime para encobrir outro, o que haviam feito no apartamento. A pena de Alexandre foi aumentada em um sexto porque ele cometeu o crime contra a própria filha e por ter se omitido na condição de pai. Também pesou um agravante contra ambos: a menina ter menos de 14 anos de idade.

Soma-se a essa pena a condenação por mais um crime, oito meses e 24 dias-multa por fraude processual, pelo fato de o casal ter alterado o local do crime com o intuito de enganar as autoridades. O placar da condenação, sob o Código Penal, é sigiloso e não foi divulgado.

Sem-categoria

CARRO ZERINHO PEGA FOGO AO SAIR DA LOJA.

Um fato inusitado aconteceu na Índia. Após comprar uma unidade do compacto Nano, um corretor de seguros estava levando-o pra casa quando um motoqueiro passou por ele, sinalizando para a traseira do veículo. Ao olhar pelo retrovisor, o novo proprietário constatou que seu carro estava em chamas. O fogo acabou por consumir todo o hatch.

Autoridades do país vão investigar as causas do incêndio, que podem ser desde falhas de montagem até algum problema em específico, como com gasolina em postos de combustível. No entanto, esta não é a primeira unidade do Nano a pegar fogo. Ainda assim, sem dados conclusivos, é difícil afirmar que há um erro de projeto.

Vale lembrar que já houve diversos casos de veículos incendiados, como os mais impactantes envolvendo um Audi R8 e até uma Ferrari Enzo. No Brasil, alguns veículos, em determinadas versões, sofreram com falhas de projeto que causaram incêndio em várias unidades, como no Fiat Tipo e na VW Kombi.

Sem-categoria

PARA A CRIANÇADA DO PEQUENO PRÍNCIPE A PÁSCOA COMEÇOU HOJE NA SORVETERIA & CIA.

A Sorveteria&Cia recebeu hoje a alegre presença de 43 alunos do Pequeno Príncipe para uma tarde de sorvetes que segunda as professoras que os acompanharam “já é tempo de Páscoa”. Cada um sentadinho numa cadeira na maior concentração saboreando o sorvete. Uma nova turmimha, deve fazer o mesmo programa na terça e o *****QUERÊNCIA HOJE***** mostra  tudo, assim coisas outras boas atividades da cidade.

Sem-categoria

QUERÊNCIA JÁ PODERIA ESTAR FORA DA LISTA “MALDITA” DO DESMATAMENTO. PARAGOMINAS ESTÁ FORA.

A realização do Cadastro Ambiental Rural (CAR) em 80% das áreas  é também um dos critérios para a saída do município da lista dos que mais desmatam

QUERÊNCIA-MT – HOMERO SERGIO.

O Município de Querência já poderia estar fora da lista dos municípios que mais desmatam levando-se em conta que houve redução substancial do índice de desmatamento, mas a inclusão ainda permanece por não ter ainda alcançado os 80% de propriedades cadastradas no CAR. Veja o gráfico. Essa situação se deve ao fato que áreas que pertencem ao INCRA  que são os assentamentos, ainda não fizeram o recadastramento e isso pode inviabilizar a cidade como um todo.

Segundo o Presidente do Conselho de Meio Ambiente Neuri Wink  informou à reportagem do *****QUERÊNCIA HOJE*****, essa depedencia dos órgãos federais vai impedir que produtores que já fizeram seus “CAR”  fiquem privados de acesso ao crédito em função das pedências do Incra e de outros setores federais.

COLETIVA DO MINISTRO MINC.

“Todo mundo quer proteger e desenvolver a Amazônia. Estamos apresentando meios concretos para que isso aconteça”, disse o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, ao anunciar ontem (24/3), em coletiva à imprensa em Brasília, a conclusão do Macrozoneamento Ecológico-Econômico da Amazônia Legal, após cinco anos de um amplo processo de estudos e negociação, envolvendo 16 ministérios, os nove estados da região e entidades da sociedade civil. Considerado um instrumento fundamental de planejamento e gestão ambiental e territorial, o MacroZEE da Amazônia Legal pretende promover a transição do atual modelo de desenvolvimento da região amazônica, para um modelo de desenvolvimento sustentável.

O ministro também anunciou a saída de Paragominas (PA) da lista de 43 municípios que mais desmatam na Amazônia e assinou três termos de cooperação técnica com estados e municípios da região amazônica, além de entidades da sociedade civil para o financiamento do Cadastro Ambiental Rural (CAR) dos imóveis rurais – um registro eletrônico dos imóveis junto ao órgão estadual de meio ambiente, por meio do georreferenciamento da propriedade, delimitando as áreas de preservação permanente e a reserva legal.

O Macrozoneamento Ecológico-Econômico da Amazônia Legal segue agora para análise da Casa Civil. “O Macrozoneamento não é um corte e cola dos zoneamentos estaduais, é muito mais que isso . É um documento que foi negociado com os governos estaduais e com a sociedade civil e que agora está pronto”, afirmou o ministro, ressaltando que o prazo de entrega foi cumprido e que a região conta agora com estratégias de transição para a sustentabilidade.

O diretor de Ordenamento Territorial do Ministério do Meio Ambiente, Roberto Vizentin, explicou que o MacroZEE traça 10 estratégias específicas para atender a cada uma das “distintas Amazônias” existentes na Amazônia Legal e também propõe 14 estratégias comuns para toda a região. “Buscou-se valorizar o potencial de cada região em meio a toda complexidade social, cultural, econômica e ecológica da Amazônia”, esclareceu Vizentin.

Cadastro Ambiental Rural

As ações para o monitoramento por satélite em escala macro da Amazônia Legal são feitas em paralelo com os esforços dos governos federal e estaduais de realizar o georreferenciamento de cada propriedade rural na Amazônia. Essa meta foi reforçada nesta quarta-feira com a assinatura, pelo ministro Carlos Minc, dos acordos de cooperação para a realização do Cadastro Ambiental Rural (CAR). “Esse instrumento de controle e monitoramento de desmatamento ilegal é importante também para a organização da propriedade pelo produtor rural”, explicou o ministro. Para ele, com as propriedades georreferenciadas e as áreas de reserva legal e preservação permanentes definidas o controle sobre o desmatamento ilegal será fortalecido.

O primeiro acordo assinado foi entre o Ministério do Meio Ambiente, o Estado do Mato Grosso, o Estado do Pará e o Instituto de Conservação Ambiental The Nature Conservancy (TNC) e envolve R$ 6,6 milhões do Fundo Fiduciário do PPG-7- Banco Mundial. O segundo, entre o Ministério do Meio Ambiente, o Estado de Mato Grosso e a Prefeitura de Marcelândia / MT, conta com R$ 800 mil do Governo da Noruega. E o terceiro acordo, entre o Ministério do Meio Ambiente e o TNC, conta com recursos da ordem de R$ 30 milhões do Fundo Amazônia, Usaid (Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional) e do Banco Mundial, geridos pela TNC.

Municípios prioritários

A realização do Cadastro Ambiental Rural (CAR) em 80% do território é também um dos critérios para a saída do município da lista dos que mais desmatam, considerados prioritários para ações de prevenção, monitoramento e controle do desmatamento ilegal. A lista é lançada anualmente e em 2009 contava com 43 municípios. Em 2010, não houve inclusão de novos nomes e o município de Paragominas saiu passando a ser o primeiro a figurar na lista dos municípios com desmatamento sob controle e monitorados.

“A porta de saída está aberta. Paragominas é um exemplo, os produtores que perseguiam os fiscais do Ibama, hoje, juntamente com a prefeitura, contribuem para a conservação da biodiversidade e o aumento da produção”, disse Minc ressaltando que o trabalho do Ministério do Meio Ambiente promove a proteção do meio ambiente e a geração de emprego e renda.

O diretor do Departamento de Controle do Desmatamento da Amazônia do Ministério do Meio Ambiente, Mauro Pires, apresentou os critérios que permitiram a saída de Paragominas da lista dos municípios prioritários.

O primeiro deles exige que o município possua mais de 80% de propriedades com Cadastro Ambiental Rural concluídos. Paragominas atingiu 83%; o segundo critério prevê desmatamento em 2009 igual ou inferior a 40 km2. Paragominas teve 25 km2; e o terceiro critério determina que a média do desmatamento no período 2008/2009 tenha sido igual ou inferior a 40% da média do período 2004 a 2007. Paragominas teve 26%.

“A saída de Paragominas e a não entrada de nenhum outro na lista de municípios prioritários mostra a importância da manutenção da política de atenção especial a esses municípios”, defendeu Mauro Pires. Ele afirmou ainda que quatro municípios estão com sinal amarelo e podem ser incluídos na lista, já que estão com índices de desmatamento em alta: são eles Itaituba, Uruará e Moju, no Pará, e Apuí, no Amazonas.

ASCOM.

Sem-categoria

DALTINHO: “MATO GROSSO VAI FICAR 100% INTEGRADO COM TELEFONIA CELULAR”.

Daltinho indica expansão da telefonia celular para o Distrito Nova Floresta
Atuação parlamentar de Daltinho integra municípios do Araguaia ao sistema de telefonia móvel

Foto Por:
 

THIARA RAQUEL
Assessoria de Gabinete

Um trabalho conjunto entre a Assembleia Legislativa por meio da Comissão Especial de Telefonia Móvel e as empresas do setor possibilitou a integração de municípios na região do Araguaia através do serviço de telefonia móvel. Na sessão matutina desta quarta-feira (24) o deputado Adalto de Freitas, Daltinho (PMDB) apresentou uma indicação para que o serviço de telefonia móvel seja estendido ao Distrito de Nova Floresta, localizado a 45 quilômetros distante de Porto Alegre do Norte. Conforme o parlamentar, o Distrito se enquadra nos critérios estabelecidos pela Agencia Nacional de Telecomunicaçãoes- Anatel, como por exemplo, o aumento da população nos últimos anos. “A instalação de uma torre para a sede do distrito é importante para que a população tenha acesso ao sinal da telefonia móvel nessa localidade.Na tribuna, o deputado reforçou que a telefonia celular hoje é uma realidade em Mato Grosso, e em especial no Vale do Araguaia, e o que depender do parlamento, será feito para que esse benefício se estenda a todo o Estado. “Mato Grosso já está 100% Equipado e vai ficar 100% integrado com a telefonia celular”, afirmou Daltinho que solicitou do governador Blairo Maggi uma atenção especial para interceder junto às empresas com o intuito de acelerar a liberação do serviço até o prazo estipulado pela Comissão na AL.

“A telefonia celular não é luxo, e sim necessidade de primeira ordem. O serviço será fonte de progresso e de esperança para moradores, que terão uma comunicação mais eficiente, rápida e barata”, disse.

Ele destacou também o esforço da senadora Serys Slhessarenko (PT) pela atuação junto à Anatel e ao Ministério das Comunicações, em Brasília para a implantação do sistema em todo o estado de Mato Grosso.

Até o final do primeiro semestre de 2010, mais 9 municípios também receberão o sinal da telefonia celular, beneficiando assim cerca de 58 mil pessoas. As cidades Araguaiana, Campinápolis, Gaúcha do Norte, Luciara, Novo Santo Antonio, Novo São Joaquim, Santa Cruz do Xingu, Santo Antonio do Leste, São José do Xingu constam no plano de ação das empresas concessoras do serviço.

Sem-categoria

QUERÊNCIA CONTEMPLADA EM EMENDA DO FALECIDO SENADOR JONAS.

Uma emenda de bancada do ex-senador Jonas Pinheiro (DEM), falecido em fevereiro de 2007, contempla nesta quarta-feira (24) 127 municípios de Mato Grosso com 428 equipamentos de produção agrícola orçados em R$ 12 milhões.

Querência está na lista dos municípios contemplados.

Entre os equipamentos entregues estão resfriadores, farinheiras, processadores de frutas com câmara fria, mini laticínios, máquinas de arroz e milho, além de outras. . O município de Colíder é um dos mais beneficiados, tendo a previsão de receber 12 máquinas.

Médio Araguaia Resfriador Querencia  Com. Pingo d´Agua 0 1
Médio Araguaia Resfriador Querencia  Com. Brasil Novo 0 1
Médio Araguaia Resfriador Querencia  Com. Coutinho União 0 1
Médio Araguaia Resfriador Querencia  Com, Chacaras 0 1
Médio Araguaia Farinheira Querencia  P A Brasil Novo 1 1
Médio Araguaia Cana-de-Açucar Querencia  P A Brasil Novo 0 1
Médio Araguaia Mel Querencia  Assoc. dos Agricultores de Querencia 0 1