Sem-categoria

DEPUTADO LICENCIADO PEDE AO PP PARA VETAR APOIO AO SOCIALISTA MAURO MENDES.

  

O deputado federal licenciado Pedro Henry afirmou que vai apresentar à direção estadual do PP um indicativo solicitando que o partido não abra espaço para articulações políticas com o empresário e pré-candidato ao governo Mauro Mendes (PSB). Automaticamente, se a solicitação for aceita, atingirá também os partidos que fecharam apoio ao socialista e que compõem o movimento chamado “Mato Grosso Muito Mais”. São eles: PDT, PPS, PV, PRTB, além do PSB.

   Henry está na bronca com o ex-procurador da República e pré-candidato a senador Pedro Taques a quem acusa de compor uma quadrilha de psicopatas que tentam derrubar políticos sem razões coerentes – leia mais aqui. A briga respingou em Mendes principalmente pelo fato do empresário ter saído em defesa de Taques. O pedetista e o socialista também visitam o interior de “braços dados” em caravana. Mendes parece tentar amenizar o debate. Enquanto Henry concedia entrevista ao RDNews, o pré-candidato ao Paiaguás tentava falar ao telefone com ele, que prometeu retornar a ligação.

   O parlamentar espera contar com o apoio do presidente regional do PP, deputado federal Chico Daltro, o que não deve ser difícil devido à ligação dos dois parlamentares. Como suplente, Daltro assumiu a cadeira com a licença de Henry. Ambos se apoiam na corrida eleitoral, já que disputarão a reeleição. O progressista também conta com o fato de ser o 5º vice-presidente da executiva nacional do PP. Considera que sua palavra terá força e que o julgamento que faz de Taques é o mesmo dos colegas de partido. “Vou apresentar o indicativo a todos da executiva. Tenho certeza que eles não serão contrários”, destacou.

   O PP não possui um candidato a governador e ainda não definiu quem vai apoiar nas majoritárias. Segundo Henry, o PP estava aberto a conversar com todos, mas a agora, como consequência da “briga” com Taques, os progressistas podem fechar as portas e janelas ao grupo do socialista. Henry admitiu simpatia pelo nome de Silval. “Eu realmente tenho uma simpatia pelo grupo que está no poder, isso é fato, mas não há nada fechado. Nós temos outras prioridades”, destacou o parlamentar. Para Henry, o PP não deve participar de uma chapa que em que não ganhe a vaga de candidato a vice governador. “Se o PP não participar de uma chapa em que indique o vice, não participará na majoritária”, revelou.

   Embora tenha reforçado que é uma impressão particular, Henry confirma as conversas de batidores, de que o PP supervaloriza o passe para alcançar um espaço maior junto ao governo, caso o grupo que escolha seja eleito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s