MPE BUSCA PARCERIAS PARA VIABILIZAÇÃO DA CAMPANHA “CALÇADA E CICLOVIA”

Por CLÊNIA GORETT
Sexta, 31 de agosto de 2012.

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da Procuradoria de Justiça Especializada na Defesa da Ordem Urbanística e do Meio Ambiente, está em busca de parcerias para a viabilização da campanha ‘Calçada e Ciclovia, como instrumento de Cidadania”. Na manhã desta sexta-feira (30.08), o procurador de Justiça Luiz Alberto Esteves Scaloppe tem um encontro com o prefeito de Várzea Grande, Sebastião dos Reis Gonçalves, e alguns secretários do município.

Ontem (30.08), o procurador de Justiça se reuniu com o prefeito de Cuiabá, Francisco Galindo, e secretários municipais para reforçar a importância da mobilização que ocorrerá nos dias 21 e 22 de setembro. Também foi realizada visita à empresa Unimed. “O que estamos propondo é uma parceria com instituições e entidades públicas juntamente com representantes da sociedade civil para uma ação conjunta sobre a importância da acessibilidade nas calçadas, e, no que concerne às bicicletas, sobre as regras de trânsito que devem ser respeitadas pelos condutores de veículos e ciclistas”, afirmou.

Segundo ele, no dia 21 de setembro está prevista a realização de uma audiência pública para discutir a temática com a participação das autoridades e da população em geral. No sábado (22) haverá um ‘passeio ciclístico’ que sairá de Várzea Grande até o centro de Cuiabá, na Praça Alencastro. Além dos ciclistas, pessoas com deficiência também vão participar da mobilização.

Até o momento, já declaram apoio à iniciativa entidades como a Defensoria Pública, Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo de MT, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de MT, Universidade Federal de Mato Grosso, Universidade de Cuiabá, Associação Mato-grossense dos Deficientes Físicos, Associação Mato-grossense dos Cegos, Federação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos, entre outras.

Anúncios

SP 4X0 BOTAFOGO: TRICOLOR COLA DE VEZ NO G4.

Por Jonas Moura – SAMBAFOOT.

Dando mais um passo para mostrar que é outro time nesse returno do Brasileirão, o São Paulo goleou um desfalcado Botafogo por 4 a 0, nesta quinta-feira (30), no Morumbi. Na partida de número 200 de Luis Fabiano, o atacante foi um dos nomes da noite ao marcar um golaço nos primeiro minutos de bola rolando. Lucas, Osvaldo e Cícero garantiram o massacre tricolor.

Com o resultado, o time paulista chega aos 34 pontos e fica definitivamente na cola do Vasco, ocupante da última vaga no G-4. Na próxima rodada, quando enfrenta o Bahia, domingo, em Salvador, o time paulista pode entrar de vez na zona de classificação para a Libertadores. Já o Botafogo completou três jogos sem vitória e estacionou nos 28 pontos, permanecendo na oitava colocação. Também no domingo, o time carioca recebe o Coritiba, no Engenhão.

Tricolor domina, mas Jéfferson rouba a cena

Inspirado por boas tabelas entre Jadson e Luis Fabiano, o São Paulo iniciou a partida demonstrando superioridade diante de um adversário remendado. Sem Andrezinho, lesionado, o time de Oswaldo de Oliveira ficou refém de um meio-campo inchado e pouco produtivo. Não demorou mais do que cinco minutos para que a proximidade dos dois são-paulinos citados resultasse no único gol da primeira etapa. Depois de ótimo passe do camisa 10, Luis Fabiano correu, passou por Brinner, fez linda finta e chutou cruzado de pé esquerdo, abrindo o placar.  

Outro chute perigoso do camisa 9 viria aos 15, mas desta vez a pressão do zagueiro adversário foi maior, obrigando o atacante a um chute por cima da meta. Os cariocas davam espaços no meio-campo, abrindo o caminho para uma goleada desde o início. Se ela não aconteceu antes, foi graças à Jéfferson. O goleiro precisou fazer milagre após Lucas arrancar contra quatro marcadores e ficar cara a cara com ele.

Em seguida, um pênalti não marcado para o Botafogo levou Oswaldo à loucura, quando Rhodolfo perdeu a bola e derrubou Cidinho dentro da área. Mas quem se via obrigado a fazer faltas era o Alvinegro. Sobretudo para segurar Fabuloso, que chegava livre em decorrência do mau posicionamento dos muitos homens do meio-campo carioca. Numa dessas faltas, Denílson cobrou com chute rasteiro, que passou raspando a trave direita de Jéfferson.

O goleiro ainda fez uma grande defesa aos 44. Lucas recebeu pela direita, invadiu a área em posição legal e chutou forte, parando em nova defesa do camisa 1 da equipe carioca. Além da competência, ele contou com a sorte. Logo depois, Luis Fabiano pegou um rebote e mandou a bola nas redes pelo lado de fora.

Osvaldo e Cícero decretam a goleada

Numa atitude ousada, Ney Franco trocou Paulo Assunção por Osvaldo aos oito minutos da segunda etapa. O Botafogo havia dado sinais de melhora e, com mais presença na área são-paulina, levou perigo numa cabeçada de Elkeson bem defendida por Rogério Ceni. Mas a mudança do treinador são-paulino foi decisiva.   

Em mais uma ótima jogada com participação de Jadson, Luis Fabiano recebeu pelo meio e chutou fraco. Mas Jéfferson, que também falha, deu rebote para o camisa 17 que acabara de entrar. Ele afundou a redonda no canto esquerdo e ampliou a vantagem, aos 13 minutos.

O Alvinegro nem teve tempo para pensar em diminuir a diferença no marcador. Três minutos se passaram depois do último lance e Luis Fabiano tocou para Lucas. O camisa 7 carregou a bola, ajeitou e mandou uma bomba de fora da área, sem chances para o goleiro adversário. Aproveitando o bom momento, Ney Franco trocou Maicon por Wellington, recuperado de uma cirurgia no joelho. O jogador, que não atuava há seis meses, mostrou disposição.  

Se de um lado a vitória já estava garantida, do outro os problemas só se acumulavam. Seedorf pediu substituição com dores na perna e deu lugar a Jeferson. Depois das mudanças – Cidinho e Lennon já haviam saído para as entradas de Willian e Gabriel –  o Botafogo teve duas grandes chances. Mas a equipe sentia a ausência de um centroavante. Elkeson bem que avançou já na reta final, mas não encontrou ninguém para tocar a bola.

Aos 42, Cícero, com o gol vazio, garantiu a goleada. Pela esquerda, Osvaldo arrancou e driblou Jéfferson, deixando o meia que entrara há pouco no lugar de Fabuloso com o gol vazio à sua frente.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Paulo Assunção (Osvaldo, 8’/2ºT), Denilson, Maicon (Wellington, 18’/2ºT) e Jadson; Lucas e Luis Fabiano (Cícero, 31’/2ºT). Técnico: Ney Franco.

BOTAFOGO: Jefferson; Lennon (Gabriel, 18’/2ºT), Brinner, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Amaral, Renato, Lodeiro, Seedorf (Jeferson, 21’/2ºT) e Cidinho (Willian, 16’/2ºT)); Elkeson. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

“NETO DE QUERÊNCIA” CAIO VECCHIO ESTRÉIA NA TELONA SEU PRIMEIRO LONGA.

Caio Vecchio é neto do finado  Dr.Penido da Fazenda Roncador.

Um-Homem-Qualquer-2

Carlos Vereza, Eriberto Leão e Nanda Costa protagonizam o filme que foi inspirado em um morador de rua de São Paulo.“Um Homem Qualquer”, de Caio Vecchio, estreia em 31 de agosto.

Fernanda Araújo.

Um-Homem-Qualquer-1

Um Homem Qualquer é uma tragicomédia urbana, onde um homem comum busca o sentido da vida no caos da grande cidade. Além de percalços e de uma nova filosofia, esse “homem qualquer” encontra também um novo amor. O filme estreia no dia 31 de agosto em São Paulo, Rio e Brasília.

Jonas, personagem de Eriberto Leão personifica o homem oprimido pela modernidade. A paisagem caótica da cidade de São Paulo reflete o imaginário de Jonas: um ambiente em desequilíbrio, onde encontros improváveis podem acontecer. Afogado em seus questionamentos, Jonas escuta os depoimentos de Isidoro (Carlos Vereza), um ex-psiquiatra que se tornou morador de rua e que, em sua ironia, desconstrói a busca de uma verdade absoluta e mostra a Jonas que nem um amor e nem dinheiro são garantias de felicidade.

Um Homem Qualquer é uma tragicomédia urbana, onde um homem comum busca o sentido da vida no caos da grande cidade. Além de percalços e de uma nova filosofia, esse “homem qualquer” encontra também um novo amor. O filme estreia no próximo dia 31 de agosto em São Paulo, Rio e Brasília.

Jonas, personagem de Eriberto Leão personifica o homem oprimido pela modernidade. A paisagem caótica da cidade de São Paulo reflete o imaginário de Jonas: um ambiente em desequilíbrio, onde encontros improváveis podem acontecer. Afogado em seus questionamentos, Jonas escuta os depoimentos de Isidoro (Carlos Vereza), um ex-psiquiatra que se tornou morador de rua e que, em sua ironia, desconstrói a busca de uma verdade absoluta e mostra a Jonas que nem um amor e nem dinheiro são garantias de felicidade.

É assim, na rua, que Jonas conhece sua namorada, Lia (Nanda Costa), uma jovem aspirante a atriz e amiga de Igor (Pedro Neschiling). Foi também na rua que encontrou seu companheiro de apartamento, Tico (Norival Rizzo), um homem rústico e com ideologia de esquerda dos anos 60.

Os atores do teatro da Praça Roosevelt participaram do longa interpretando os mendigos da trama, e locais como o bairro Santa Cecília, a Praça da Sé e o Largo do Paissandu, em São Paulo, serviram de locações.

Um Homem Qualquer é a estréia de Caio Vecchio em longa metragem e foi inspirada em Raimundo Arruda Sobrinho, morador de rua de Pinheiros, bairro de São Paulo. O projeto de 1,6 milhões é uma produção da Encruzilhada Filmes.

A tragicomédia metropolitana que discute o que realmente importa, o que não importa, e o que é relativo é acompanhada pela trilha sonora “Eu Não Existo Sem Você”, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes, interpretada por Teresa Cristina.

ADHONEP QUERÊNCIA PROMOVE JANTAR COM LUIZ CARLOS CLEY

O preletor do evento e Luiz Carlos Cley.
radialista,compositor e cantor da jovem guarda.

Adhonep é a Associação de Homens de Negócio, que tem como objetivo reunir os diversos profissionais afim de partilhar experiências de sucessos e promover eventos inesquecíveis para você e sua família, com bom gosto e qualidade num ambiente que você sempre buscou entre os mais bem-sucedidos profissionais de todas as áreas.

Aqui você participará de jantares, chás, coquetéis, reuniões, cafés da manhã e palestras extraordinárias; sua vida será enriquecida em todos os sentidos.

Na Adhonep, você terá a chance de conhecer homens e mulheres de sucesso.

QUINTA – DIA 30 DE AGOSTO.

LOCAL : RESTAURANTE BONA GENTE 20 HORAS

INFORMAÇÕES : COM CLÉBER MARCHINNI

MOVIMENTO “MAIS ARAGUAIA” REUNE PREFEITOS DE CASCALHEIRA, ÁGUA BOA E QUERÊNCIA.

O encontro aconteceu nessa manhã no município vizinho de Ribeirão Cascalheira.

Prefeito Municipal de Querência e presidente da AMNA Fernando Gorgen participou nesta manhã de uma reunião em Ribeirão Cascalheira – MT.
Várias lideranças politicas da região do Araguaia prestigiaram o evento.

A reunião teve como objetivo criar uma estratégia para ter uma atitude de frente com o governo estadual. À frente do MOVIMENTO MAIS ARAGUAIA, a Dra Neila Godinho, destacou que o movimento quer saber a demanda de cada município.
E o principal objetivo do Movimento é a luta pela pavimentação da MT- 326.

Assessoria de Imprensa Municipal.