CRIME DAS ADOLESCENTES CHOCA JATAÍ EM GOIÁS.

Anúncios

JOVEM DESAPARECIDO EM CANARANA É ENCONTRADO MORTO.

É GRANDE A REPERCUSSÃO NAS REDES SOCIAIS. JOVEM ERA LIGADO AO GRUPO DE SOM AUTOMOTIVO E TINHA VÁRIOS AMIGOS EM QUERÊNCIA.

999382_10201383195969363_1760595797_n

Aleic Antunes Silva de 26 anos, que estava desaparecido desde as 17h30 deste domingo(28/07)  é encontrado morto, na entrada de uma fazenda ha 20 km da cidade de Canarana, motivação do crime latrocínio, roubo seguido de morte. Aleic teria saído junto com o comprador do seu carro, um Celta Preto.

935778_487668307970615_640297981_n

Foto do Facebook do carro durante comboio que seguia para evento em Xavantina.

Veículo que já  foi localizado e apreendido. Dois suspeitos do assassinato  já foram presos. Informações repassada pela polícia civil de Canarana.

Com informações do CANARANA NEWS.

FOI DADA A LARGADA PARA MONTAGEM DA EXPOQUER 2013.

HSM_6768

Na tarde desta segunda-feira equipes deram alargada para a montagem dos dois palcos que receberão as atrações definidas para os 4 dias de shows da EXPOQUER 2013.

As barracas de alimentação já estão montadas e as equipes de eletricistas, já operam no local.

Hoje são esperadas a chegada de mais equipamentos e deve também ter início a limpeza no local.

HSM_6772 HSM_6776

Os ingressos e camarotes para a festa estão à venda em vários pontos da cidade.

IDH DE MATO GROSSO.

gEYwg1OxnYTdFPkjmdEJPxqay2luVtlDb3t1yD_OqZO3fX7ms-N9PO-ficGO5g2Y6GkJjttHiotag7ylraRpMtrPwF2oolOL-imUZYyznvZSFeGVZeelCmbRBL__bMFnHyNVhijBwl9g4AWZ43jfecMdKo1k

O pior do Centro-Oeste
Índice de Desenvolvimento Humano usa como base para os fatores educação, longevidade e renda da população

NÁGERA DOURADO – DIÁRIO DE CUIABÁ.

Mato Grosso tem o pior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) entre os estados da região Centro-Oeste. Ocupa a 11ª posição e apresenta o IDH de 0.725, centésimos a menos que o primeiro colocado da região e do país, o Distrito Federal (0,824). O índice é elaborado pelo PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) e o último colocado foi Alagoas (0,631).

Já a capital mato-grossense está entre os 100 melhores municípios do Brasil. Cuiabá subiu 149 posições desde o último registro (em 2003) e se encontra na 92ª colocação.

A pesquisa é com base no ano de 2010 e foram analisados três principais fatores: educação, longevidade e renda. De zero a 1,0, o IDH da capital é 0,785. O índice especificamente sobre a renda é 0,8, a longevidade 0,834 e a educação 0,726. O número a coloca em 11ª posição entre as capitais.
No ranking dos 10 melhores do Estado também se encontram os municípios de Lucas do Rio Verde (249º), Nova Mutum (400º), Rondonópolis (453º), Sinop (467º), Primavera do Leste (508º), Campo Verde (554º), Barra do Garças (583º), Campos de Julio (667º) e Sorriso (667º).

A segunda maior cidade do Estado, Várzea Grande, ficou na 938ª posição. Porém, apesar da má colocação, a cidade ficou longe de ser a pior do Estado.
PIOR de MT – O IDH mais baixo em Mato Grosso foi registrado no município de Campinápolis. Dentre os 5.565 municípios brasileiros, a cidade ficou na 5.339ª colocação.

O IDH do município foi de 0.538, a renda é 0,597, a longevidade 0,803 e a educação apenas 0,324. Segundo os moradores, os problemas do município vão além dos analisados pela pesquisa.
Para o estudante Wiliam Douglas Serafim, a saúde é o pior setor do município. O jovem apresenta problemas no joelho há 1 ano e 6 meses e não há ortopedistas na cidade.

O tratamento do jovem está sendo realizado em Cuiabá, que fica localizada a 700 km do município. Ainda de acordo com os moradores, o asfalto na cidade é precário e o policiamento é inadequado.
A Prefeitura Municipal de Campinápolis reconhece que a cidade sempre ficou entre os piores do Estado, mas alega que os problemas vieram de administrações anteriores.

Segundo o secretário Municipal de Administração, Elton Faria, o possível motivo para o mau desempenho é que 50% dos moradores são indígenas e moram nas reservas próximas da região, não tendo ciência das melhorias conquistadas pela gestão municipal.

Sobre a saúde, o secretário alega que há vagas para médicos, mas não há procura, prejudicando a qualidade do atendimento aos moradores.