COOPERATIVA DE SEMENTES FRANCESA CHEGA À LONDRINA.

Limagrain tem centros de pesquisas em Goiânia (GO), Sorriso (MT) e em Cruz Alta (RS).

Limagrain deverá se instalar na cidade até o final do ano. Investimento será de R$ 4 milhões

Limagrain deverá se instalar na cidade até o final do ano. Investimento será de R$ 4 milhões

A cooperativa francesa Limagrain, empresa de sementes de cereais e oleaginosas, vai implantar, até o final do ano, em Londrina um centro de pesquisas para o estudo de sementes de milho e trigo. A empresa, dona de um faturamento anual de 1,4 bilhão de euros, deve começar a construir sua sede na PR 445 – saída para Curitiba.

O prefeito Alexandre Kireeff disse que, por ser a quarta maior empresa do mundo em genética vegetal, a Limagrain vem reforçar os estudos e pesquisas em melhoramento genético, como já fazem a Embrapa e o Iapar. “A Limagrain traz a Londrina um centro de pesquisas de alta tecnologia na seleção e no desenvolvimento de tecnologia agrícola, o que reforçará as pesquisas nesta área e gerará empregos vinculados ao conhecimento e inovação”, frisou.

De acordo com o presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Bruno Veronesi, em Londrina, a empresa deve empregar 140 pesquisadores em biotecnologia avançada, começando inicialmente com a contratação de 27 profissionais, além de investir R$4 milhões na instalação do centro de pesquisas.

“A Limagrain é a marca líder em qualidade e vendas na Europa e colocará o nome de Londrina no mapa mundial de pesquisas em melhoramento de milho e trigo, além de trazer para a cidade salários de alto valor agregado e a consolidação das pesquisas em biotecnologia avançada”, explicou Veronesi.

Opção por Londrina – A cooperativa francesa, que atua em 38 países, escolheu Londrina para construir sua nova sede levando em consideração a existência dos institutos de pesquisas na área, como a Embrapa e o Iapar e as universidades instaladas aqui, além da infraestrutura oferecida pelo município e por Londrina se tratar da capital mundial de melhoramento de soja.

No Brasil, a Limagrain tem centros de pesquisas em Goiânia (GO), Sorriso (MT) e em Cruz Alta (RS). A construção do novo centro em Londrina aguarda os trâmites legais para aprovação dos projetos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s