VITRINE 2015

PELO QUINTO ANO, SICREDI ESTÁ ENTRE AS MELHORES EMPRESAS PARA VOCÊ TRABALHAR.

Levantamento da revista Você S/A aponta crescimento no Índice de Felicidade no Trabalho.

O Sicredi, instituição financeira cooperativa com mais de 18,7 mil colaboradores, figura, pelo quinto ano consecutivo, entre as “Melhores Empresas para Você Trabalhar”. O guia é elaborado pela revista Você S/A em parceria com a Fundação Instituto de Administração (FIA). O evento de divulgação do ranking foi realizado na noite do dia 19 de outubro, em São Paulo.

Em 2015, o Sicredi obteve 81,2 pontos no Índice de Felicidade no Trabalho (IFT), 1,7 ponto acima da nota final registrada no ano passado (79,5). O levantamento mostra crescimento também no percentual de colaboradores que identificam-se com a instituição, 91,2%, 1,2 ponto acima do ranking anterior. Além disso, 82,5% dos colaboradores estão satisfeitos e motivados, 81,9% acreditam ter desenvolvimento e 84% aprovam os seus líderes. A nota do colaborador, que aponta o Índice de Qualidade no Ambiente do Trabalho (IQAT) foi 84.

Segundo Edson Georges Nassar, CEO do Banco Cooperativo, da Confederação e da Fundação Sicredi, as pessoas são a essência e o verdadeiro valor das cooperativas. “Valorizamos os nossos colaboradores e investimos no seu desenvolvimento, alinhado com a nossa missão, visão e valores, ou seja, destacando o conceito da causa cooperativa. Isso gera engajamento, estimula o trabalho em equipe e o crescimento dos colaboradores dentro dos programas de oportunidades internas e da própria instituição. Quem atribui elevados graus de satisfação por fazer parte desse ambiente são os próprios colaboradores”, complementa Nassar.

O Índice de Qualidade na Gestão de Pessoas (IQGP) do Sicredi foi 74,7, 6,1 acima do registrado no ano anterior. O quesito Estratégia e Gestão ficou com 85,1 pontos e

Liderança com 87,3. Entre as Políticas e Práticas, destaque para Desenvolvimento, 78,2 pontos, e Remuneração e Benefícios com 86,5.

Entre as 358 empresas inscritas para participar do levantamento, que avaliou, entre outros quesitos, o índice de confiança dos funcionários com o ambiente de trabalho e as melhores práticas de gestão de pessoas das empresas, a organização do ranking apontou as 150 melhores, como integrantes de um time especial. Segundo a publicação, elas são exemplos de lugares onde a boa gestão prevalece.

O resultado do anuário está disponível no site e na edição especial da Você S/A de outubro, com informações complementares sobre as eleitas e detalhes do levantamento.

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa com mais de 3 milhões de associados e 1.366 pontos de atendimentos, em 11 Estados do País*. Organizado em um sistema com padrão operacional único, conta com 95 cooperativas de crédito filiadas, distribuídas em quatro Centrais regionais, acionistas da Sicredi Participações S.A., uma Confederação, uma Fundação e um Banco Cooperativo que controla uma Corretora de Seguros, uma Administradora de Cartões e uma Administradora de Consórcios.

EDUCAÇÃO

EDUCAÇÃO: ESTUDO CICLADO FICA, MAS COM AVALIAÇÃO.

Governo de MT decide manter ensino ciclado nas escolas.

LUCIANA CURY
Redação/GCom-MT

O sistema de ensino ciclado – onde os alunos não podem repetir de ano e devem acompanhar os colegas segundo a idade – vai permanecer nas escolas públicas de Mato Grosso em 2016. Essa decisão foi tomada após reunião na tarde desta segunda-feira (19.10), no Palácio Paiaguás, entre o governador Pedro Taques, o secretário de Estado de Educação (Seduc), Permínio Pinto, e o secretário-adjunto de Política Educacional, Gilberto Fraga.

Porém, o sistema só se manteve após a decisão de aplicar uma avaliação com os alunos do 2º, 4º, 6º e 8º ano do Ensino Fundamental, e estudantes do 1º e 2º ano do Ensino Médio. Uma empresa vinculada à Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) realizará a avaliação, prevista para acontecer no início do ano letivo do ano que vem.

“Essa avaliação vai embasar um diagnóstico, que nos indicará exatamente o tamanho da defasagem de aprendizagem que nos temos nas escolas atualmente e nos norteará que tipo de intervenções teremos de adotar para melhorar o ensino”, comenta o secretário adjunto de Política Educacional.

Após a aplicação da avaliação, as escolas terão dois dias para montar um plano de ação, que se adeqüe às necessidades educacionais apontadas na avaliação. O diagnóstico com os alunos dos ensinos Fundamental e Médio sairá 30 dias após a aplicação. Ele será feito pelo Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (CAEd), da UFJF, que já realiza a mesma avaliação em outros 22 estados brasileiros. “Apenas Mato Grosso não se interessava por essa avaliação, o que acabou atrapalhando a execução do ensino ciclado no Estado”, acrescenta Gilberto Fraga.

Além de detectar as áreas mais deficitárias dos alunos, a avaliação, segundo o secretário adjunto de Educação, irá apontar as deficiências dos docentes. “Se o aluno não esta aprendendo é porque também tem alguém que não está ensinando. E esse professor não está ensinando, qual o motivo para isso? Falta de conteúdo ou de metodologia? Sendo detectado isso teremos uma política de desenvolvimento profissional, não somente para os docentes, como também para os profissionais da educação”, finalizou.

TIRANDO O S DE "CRISE"

MADERO CUIABÁ : GRUPO SEGUE NA CONTRAMÃO DA CRISE. BREVE EM MIAMI.

interno restaurante Foto Gerson Lima 003

A estimativa de faturamento para 2015 é de R$300 milhões

 Mesmo com a economia apresentando sinais claros de crise, muitas empresas enxergam os investimentos como estratégia para crescer. Uma dessas empresas é o Madero, que recentemente inaugurou uma unidade em Cuiabá e investiu R$ 4,5 milhões, dando continuidade à grande expansão da marca.

 Na primeira semana de funcionamento do restaurante, que tem 508 metros quadrados, capacidade para acomodar 188 clientes e emprega 43 pessoas diretamente e 80 indiretamente, o movimento já superou as expectativas.

“Abrimos com uma grande perspectiva de movimento e faturamento, mas com certeza podemos dizer que ultrapassou o que esperávamos. Cerca de 1000 pessoas diariamente estão conferindo as delícias do restaurante. Um movimento fantástico, e que se continuar, a intenção é abrir mais unidades em Mato Grosso, nos próximos dois anos”, diz o diretor de operações do Madero, Rafael Mello.

 Com o objetivo de crescer ainda mais, o empresário e chef Junior Durski chega ao segundo semestre de 2015 com 57 unidades do Madero e uma fábrica de 5 mil metros quadrados em Ponta Grossa (PR), que abastece todos os restaurantes da rede no Brasil.

“Apesar da crise, estamos passando por uma fase próspera que pode ser explicada por uma combinação de fatores, que inclui alta qualidade dos produtos com ingredientes selecionados e sem conservantes, aliada a uma oferta maior de mão de obra, menor custo de ocupação e também uma excelente margem de negociação com os fornecedores”, realça o chef Junior Durski.

Em 2014, o Madero registrou faturamento líquido de R$132,8 milhões, o que significa um crescimento médio de 224% entre os anos de 2012 e 2014. Para 2015, a previsão de faturamento é de R$300 milhões, valor estimado pela expansão nacional e internacional da marca neste ano.

Presente nos estados do Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Bahia e agora Mato Grosso, a rede se prepara para inaugurar mais seis novos restaurantes ainda este ano, incluindo uma unidade internacional em Miami.

E para 2016 o crescimento deverá ser ainda maior, já que a rede recebeu um empréstimo de R$ 88 milhões do fundo de investimentos HSI para alavancar seus planos de expansão. “Isso já está dando fôlego para nossa expansão e para funcionarmos a todo vapor”, diz Durski.

diretor de operações do Madero, Rafael MelloMADERO CUIABÁ - Foto Gerson Lima.Foto Gerson Lima 015

 Diretor de operações do Madero, Rafael Mello, fachada da nova unidade em Cuiabá e o Chef Junior Durski.

NOTÍCIAS

RESTAURANTE EXPLODE NO RIO E FAZ VÍTIMAS E AFETA 40 IMÓVEIS.

pizzaria vitimaescombros

Rio – Uma explosão de grandes proporções em um prédio de dois andares, na Rua São Luiz Gonzaga, esquina da Rua do Exército, em São Cristóvão, perto do Largo da Cancela, na Zona Norte, atingiu um restaurante, uma pizzaria, uma farmácia e 11 quitinetes que funcionavam em uma vila no fundo do prédio. Após a explosão, o prédio desabou. Os bombeiros retiraram sete pessoas dos escombros, entre elas uma criança. Todas foram levadas para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro. Uma das vítimas já foi liberada.

Após a explosão, houve um incêndio no prédio. O prefeito Eduardo Paes, que está no local, disse que “as cenas são impressionantes”, devido à grande quantidade de ferro retorcido com o impacto da explosão, provocado pelo forte deslocamento de ar. Paes disse ainda que os bombeiros estão seguindo os protocolos de praxe e assim que termine a procura por vítimas, o tráfego começará a ser liberado gradativamente na região.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a explosão pode ter sido provocada por um vazamento de gás, devido a botijões instalados clandestinamente no local. O impacto da explosão foi tão forte que pôde ser ouvido a mais de dois quilômetros de distância, no bairro vizinho de Benfica. Portas de lojas ficaram destruídas, janelas de prédios da vizinhança tiveram os vidros estilhaçados e janelas de alumínio tiveram a estrutura  retorcida.

A prefeitura do Rio, por meio da Companhia de Engenharia de Tráfego interditou o trânsito em toda a região de São Cristóvão. A área está sem luz e escolas públicas não vão funcionar no primeiro turno. As equipes de resgate estão usando cães farejadores para tentar localizar vítimas do desabamento que estejam soterradas.

Os estabelecimentos em frente ao local também foram atingidos, como uma agência do Bradesco, prédios residenciais e lojas. Hoje, por ser feriado do Dia do Comerciário, o comércio não abre.

NOTÍCIAS

DETRAN-MT AUTORIZA ENVIO DE CARTEIRA DE HABILITAÇÃO POR CORREIO.

Detran autoriza envio de CNH nas residências

O serviço está disponível inicialmente para os logradouros que possuam Código de Endereçamento Postal (CEP) unitário na Capital

CLEIDE DANTAS
Assessoria/Detran-MT

A partir de agora o cidadão que quiser receber sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) pelo correio deve fazer a solicitação no atendimento da Diretoria de Habilitação do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) da sede. A solicitação também pode ser feita nos postos e agências que prestem serviço de habilitação na capital. De acordo com o diretor de Habilitação, Fernando Lopes, o envio postal da CNH pelos Correios está aprovado apenas para Cuiabá.

“Fizemos o teste por um período de dois meses e a iniciativa mostrou-se viável. A partir de agora o cidadão que optar pelo envio postal deve manifestar interesse ao Detran”, diz o diretor.

A coordenadora de Registro Nacional de Condutores Habilitados (Renach), Jakeline Carneiro Simi, explica que a solicitação é realizada presencialmente quando o cidadão realiza o processo de abertura do Renach e faz a escolha entre retirar o documento no Detran-MT ou recebê-lo pelos Correios.

O serviço está disponível somente para os logradouros que possuam Código de Endereçamento Postal (CEP) unitário. A taxa para entrega é de R$ 22,90. O prazo entre a emissão do documento e a entrega é de até dez dias uteis após protocolo da entrega do processo de abertura da CNH.

CAMPEONATO BRASILEIRO

NA RETOMADA DO BRASILEIRÃO, GRÊMIO VENCE O SANTOS EM CASA.

0_15OCT15_GremioxSantos_109_d

O Grêmio venceu o Santos por 1 a 0, no jogo realizado na noite desta quinta-feira, na Arena, válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

No primeiro tempo o Tricolor teve bom desempenho, mantendo maior posse de bola durante a partida. Criou boas oportunidades, teve precisão na troca de passes e ao armar jogadas, o que resultou no gol marcado por Bressan, aos 26 minutos.

Já na segunda etapa, as duas equipes fizeram um jogo mais equilibrado. O Tricolor criou oportunidades, mas não marcou. O Santos pressionou mais, mas a equipe gremista segurou o placar.

Com o resultado, o Grêmio soma três pontos no Brasileiro e segue na terceira colocação, agora com 55 pontos.

EMPREGOS

EM QUERÊNCIA MULHERES JÁ OCUPAM ESPAÇO NO SELETO MUNDO DAS OFICINAS DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS.

Mulheres encontram espaço nas oficinas da rede Case IH

MECANICAMULHER.

A aparência delicada contrasta com o esforço físico que a profissão exige, mas a mecânica de máquinas agrícolas Ana Kelli Viudes tem conquistado a confiança dos clientes e a admiração dos colegas de trabalho. Ela faz parte da equipe de mecânicos da Agritex, concessionário Case IH que atende os clientes da região de Querência, no Mato Grosso. Em todo o país, aproximadamente 120 mulheres trabalham na área de pós-venda da rede Case IH, dez delas diretamente nas oficinas.

Além de enfrentar o duro dia a dia na oficina, elas também dão conta do recado quando precisam se deslocar para fazer a manutenção dos equipamentos em campo. “Tem cliente que fica desconfiado, mas quando vê o resultado do trabalho percebe que, apesar de ser um serviço considerado masculino, pode ser feito tanto por homens quanto por mulheres”, afirma Ana.

Ana diz que sempre gostou da área agrícola. Durante cinco anos, enquanto trabalhava de diarista, investiu em cursos que pudessem prepará-la para as oportunidades na área. Antes de se tornar mecânica, foi operadora de máquina agrícola durante seis anos e de equipamentos de terraplanagem por mais dois anos.

O aprendizado para atual função, na qual ela atua há um ano, começou com cursos básicos de mecânica hidráulica e mecânica elétrica e continua sendo aprimorado todos os dias na prática. Atualmente, uma das máquinas que Ana mais gosta de consertar é o pulverizador. “Tenho paixão pelo que faço e muita curiosidade por motores”, declara.

Além da preocupação constante com o desenvolvimento técnico, o diretor da Agritex, Gerson Garbuio, já percebeu que outras características da funcionária podem estar fazendo a diferença no trabalho na oficina da concessionária. “Geralmente, as mulheres são mais cuidadosas com as ferramentas e com o manuseio das peças, e o cliente repara nisso”, conclui.

Sobre a Case IH

A Case IH coloca a tecnologia ao alcance do homem do campo, oferecendo um sistema completo de produtos e serviços capazes de preparar o produtor rural para os desafios do seu dia a dia. Entre as soluções oferecidas pela marca, estão as colheitadeiras de grãos Axial-Flow, colhedoras de cana, café e algodão, além de tratores de todas as potências, pulverizadores autopropelidos e plantadeiras. Produtos que fazem da marca a melhor opção do plantio à colheita. Case IH é uma marca da CNH industrial. Mais informações podem ser encontradas no site http://www.caseih.com.

ECONOMIA

MT PODERÁ TER FÁBRICA DE AUTOMÓVEIS.

DIÁRIO DE CUIABÁ.

Encontra-se sob análise da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) a documentação para que a empresa se instale na capital

Divulgação
Caso se instale em Cuiabá, a TAC Motors produzirá o utilitário Stark; governo avalia documentação

MARCOS LEMOS
Da Reportagem

Mato Grosso poderá receber pela primeira vez em sua história uma fábrica de automóveis. Trata-se da TAC Motors, que planeja se instalar em Cuiabá, onde iria produzir o utilitário Stark, com motor 2.3 turbo diesel.

Um dos setores que mais avança no mundo e entre os maiores geradores de emprego e renda, a chegada de uma fábrica de automóveis utilitários desmistifica o conceito que este tipo de investimento só teria sucesso nos grandes centros consumidores.

“Estamos abertos a todo tipo de parceira que seja bom para o Estado, para a população e também para quem quer ser parceiro de Mato Grosso”, disse o governador Pedro Taques, apontando para o salto e a diversificação que o Estado terá caso se confirme a chegada da indústria da TAC Motors, que é brasileira.

Encontra-se sob análise da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) a documentação para que a empresa se instale na capital.

“Estamos analisando as propostas e já mantivemos mais de uma reunião com o grupo de empresários interessados em montar uma fábrica em Mato Grosso. E a sinalização do governador Pedro Taques para que a relação institucional seja a melhor possível, respeitada a transparência, legalidade e os benefícios que isto representa para o Estado, município e população”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Seneri Paludo.

Originalmente instalada em Santa Catarina e com outra unidade no Ceará, o modelo Stark, por ser um utilitário a diesel, atrai principalmente o público empresarial rural, mas também aqueles dos esportes radicais, sendo que o fato de ser compacto e dinâmico seria ideal para as grandes cidades.

A semelhança com o Jeep e com o Troller abre perspectivas para que a TAC Motors tenha sucesso na empreitada de inserir o Stark em Mato Grosso. A grande vantagem seria a produção aqui em território estadual, o que poderia baratear os custos, hoje em torno de R$ 85 mil até R$ 92 mil.

Outra vantagem seria o fato do Stark por sua constituição ser um veículo utilitário para todo tipo de terreno, os seja, contemplaria o vasto território de Mato Grosso, que tem deficiência de rodovias, além de ter mais de 64% do seu território ambientalmente preservado, portanto, com áreas de difícil acesso.

“As perspectivas são boas, mas como princípio norteador deste governo, nossa missão é avaliar todos os pedidos de incentivos e de parcerias para que os benefícios fiquem para o Estado, para os municípios e para a sociedade. Uma fábrica automotiva está entre os negócios de maior amplitude na captação de mão de obra e na geração de empregos indiretos. Por isso são vista pelo governo como importante, além de ser a primeira de Mato Grosso caso, confirmado o entendimento”, explicou o secretário Seneri Paludo.

Paludo sinalizou que espera poder concluir os entendimentos e análises ainda neste ano de 2015 para que o governador Pedro Taques possa anunciar a chegada da primeira fábrica de automóveis de Mato Grosso.