“DA PORTEIRA PRA DENTRO SOMOS BONS” DIZ FRIZZO. ELE ASSUME O SINDICATO E SONHA COM UMA USINA DE ÁLCOOL DE MILHO NA CIDADE.

REPORTAGEM: HOMERO SERGIO.

18341813_1504425139621679_515426099571508793_n

Osmar Frizzo assume o Sindicato Rural de Querência no próximo dia 6 e já começa enfrentando o maior desafio: motivar a categoria e buscar conhecimento. E para isso traz no próximo dia 5 um palestrante especialista nessa área.  Eduardo Shiniashiky vai falar sobre isso. Outro fator a ser fortalecido é o da capacitação, uma vez que com o campo cada vez mais tecnológico e a demanda de aprimoramento, é fundamental treinamento para alcançar metas ousadas.

“O produtor é bom da porteira para dentro, ele produz bem, a fazenda é bem gerenciada. Da porteira para fora é que precisamos ajustar: comercialização, venda,  da compra de insumos e a logística” declara Frizzo.

Frizzo é gaúcho, tem 23 anos de Querência, é produtor, Rotariano, membro da Cooperquer e da Igreja Católica. Basta isso pra ver o desafio de otimizar bem o tempo, para além disso organizar a classe do produtor rural que de modo geral tem pouco tempo para o sindicato e seus desafios.

Em números os desafios são comandar os 130 produtores da região que juntos realizam 380 mil ha de soja e 150 mil ha de milho e tem ainda o feijão e se espera ampliar o leque da produção.

O novo presidente recebeu a reportagem do Portal Querência Hoje na sexta e falou do legado que gostaria de deixar que é o de atender a demanda do produtor e focar em conhecimento e motivação e enfrentar os problemas entre outros, resultantes da situação política-econômica que afeta a logística que é o nosso maior gargalo e com isso destravar o processo usando para isso o conhecimento da tecnologia e do mercado.

A palestra de quarta-feira já é o inicio desse processo e já para janeiro de 2018 estamos organizando um Work Shop com 4 palestrantes para debater numa mesa redonda temas da classe produtora. Isso acontece numa sexta feira e no sábado tem um evento que acontece há cinco anos no Granja.

Uma das ideias será levar em parceria com a prefeitura na Expoquer 2018 as opções de segunda safra, pois não há nada na região nesse sentido, além do milho, milheto, girassol, feijão, ou seja abrir o leque.

Em termos de planos futuros para a cidade o que acho que precisamos é de uma usina de álcool com milho, isso será um marco e dar destinação da produção local e seria semelhante a planta que existe em Lucas do Rio Verde. Ela produz o etanol anidro e o hidratado, que serão utilizados no abastecimento de automóveis, o DDG, que é o farelo para ração animal. Seria ótima alternativa, embora seja um investimento alto.

Para completar o comando do Sindirural, ficou assim definido a chapa: Presidente Osmar, Vice, Neuri, 1ª secretária Mariella de Oliveira, 2º secretário Írio Guisolphi, 1º tesoureiro Adalberto, 2º tesoureiro José Adelar. Segue lista depois de suplentes e conselheiros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s